Sexta, 30 Junho 2017 00:00

Mais uma temporada de crianças em casa e no apartamento. Como evitar riscos de choque e incêndio?

Escrito por 

Não dá para negar, as crianças atuais são tecnológicas e dependem da energia elétrica.

Começa julho e mais uma vez as férias com a criançada em casa ou no apartamento. No passado, a garotada ia para a rua brincar de bola, pipa e o risco era de ser atropelado ou de sofrer um acidente ao enroscar a pipa nos fios. Esta brincadeira ainda existe, mas hoje, principalmente nos grandes centros, ela é mais contida, pois a bola é jogada na quadra do prédio ou da escola e a pipa empinada em parques. Entretanto, o que mais se faz hoje é jogar videogame ou jogos nos celulares, tablets, computadores etc.

Todos estes jogos necessitam de fonte de energia elétrica e é neste ponto que quero reforçar alguns alertas de todos os anos. O primeiro deles é sobre as instalações da casa e do condomínio onde você mora. Você já verificou (ou confirmou se foi verificado por profissionais habilitados) se a instalação está ok, sem fios soltos ou tomadas danificadas, ou mesmo com situações que possam colocar em risco seus filhos? Este ponto é muito importante, pois eles, seus filhos, irão usar tomadas para carregar seus equipamentos e, portanto, estas tomadas não poderão oferecer riscos.

O segundo alerta para o qual quero chamar a atenção é sobre o manuseio destes equipamentos. Não se recomenda que crianças abaixo de seis anos façam a conexão dos equipamentos à tomada. Esta conexão deverá ser feita por um adulto, que saberá proceder de forma correta.

Um terceiro alerta, não menos importante, diz respeito ao ato de se usar equipamentos portáteis como tablet e celular plugado na tomada. Apesar dos valores de tensão na ponta do carregador serem relativamente pequenos e não oferecerem risco, os carregadores estão sujeitos a falhas. Caso elas ocorram, o carregador poderá colocar tensões perigosas praticamente na mão do seu filho. Portanto, evitem que seus filhos, ou mesmo você, utilizem tablets e celulares enquanto estiverem carregando.

Por fim, o último alerta deste artigo, recai sobre o cuidado com as extensões. Participei de uma pesquisa que avaliou 1.100 casas no Brasil em relação à instalação elétrica, e a grande maioria apontou a falta de tomadas suficientes como um dos principais fatores de uso de extensão. Elas são utilizadas para se levar os equipamentos mais longe ou ligar mais de um aparelho no mesmo ponto de energia. No caso de usar extensões para ligar carregadores de tablets e celulares, o risco não está no aquecimento, já que na maioria dos casos estes equipamentos possuem potências pequenas, mas o cuidado deverá ser com a integridade da extensão. Uma extensão com fios expostos ou mesmo as partes metálicas à mostra poderá ser ponto de contato de alguma criança, causando acidentes.

Lembrem-se, férias é tempo de se divertir, vamos garantir a diversão com segurança.

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.

Edson Martinho

Engenheiro Eletricista, é diretor-executivo da Abracopel (Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade). Professor, palestrante e articulista. Escreveu e publicou o livro "Distúrbios da Energia Elétrica" (Editora Érica, 2009)
Mais informações: edson@lambdaconsultoria.com.br