Quinta, 01 Fevereiro 2018 00:00

Olha o Carnaval aí gente!!! E o que o condomínio tem a ver com isso?

Escrito por 

Acidentes com eletricidade têm aumentado significativamente nesta época do ano. Cuidados devem ser tomados com o contato da água com a rede elétrica; com descargas atmosféricas; e com serpentinas, espumas e tinturas atiradas em direção aos fios.

O Carnaval está chegando mais uma vez e é claro que muitos gostam de aproveitar o momento da forma como puder. Uns vão para as ruas brincar e se divertir, outros preferem os clubes e dançam até cansar, uma parte gosta de aproveitar a data para pegar uma chácara e se divertir na piscina, enquanto uma parcela gosta mesmo é de ficar em casa. Pois bem, seja lá qual for a sua opção, alguns cuidados básicos com a eletricidade devem ser tomados.

1º cuidado:

Lembrar que água e eletricidade não combinam já falamos sobre isso em nosso artigo anterior, Férias e piscinas nos condomínios: Os riscos com a eletricidade, e que um choque de apenas 20 volts em seu corpo imerso em água, poderá levar o coração a fibrilar e provocar uma parada cardíaca.

Então, todos os lugares em que você estiver com água por perto, será preciso verificar se os fios estão longe deste local. Brincadeiras com mangueiras e baldes também precisam levar em conta este risco e por aí vai.

Ainda dentro do tema água, a chuva pode ser uma situação não prevista e causar acidentes, principalmente pelas descargas atmosféricas, que devem ser tratadas com seriedade, pois os conhecidos para-raios, mesmo que atualizados, não protegem as pessoas fora da edificação. Portanto, ao começar a chover com raios, se abrigue em um local seguro (dentro de uma casa, de um prédio ou de um carro / este último atua como uma gaiola de Faraday, protegendo quem está dentro).

Além disso, a chuva pode provocar alagamento em locais inicialmente considerados secos e com instalações de extensões e tomadas. Se isto acontecer, desligue imediatamente toda a energia elétrica e espere a tempestade passar e a água baixar. Mesmo assim, não religue a eletricidade antes de chamar um profissional experiente para atestar que está tudo ok.

2º cuidado:

Se você vai curtir o Carnaval na rua, tome cuidado com os cabos de energia que estão em toda a parte, principalmente nos postes. Se for subir em um trio elétrico não utilize materiais metalizados, tampouco aqueles artefatos que jogam papéis metalizados picados para cima. Nunca chegue perto da rede de energia elétrica. Os fios dos postes podem ter tensões que vão até 13.800 Volts e qualquer aproximação pode levar a um acidente fatal.

Da mesma forma, não atire serpentinas, sejam metálicas ou não, na direção dos fios, elas podem gerar um curto circuito ao romper a fiação que, energizada, poderá atingir pessoas. Outra dica é com as espumas e materiais para pintura de cabelos, estes materiais são altamente inflamáveis e em contato com qualquer ignição pode gerar um incêndio. Nunca direcione o jato para os fios que podem, igualmente às serpentinas, gerar um curto circuito e romper os cabos.

Todos os anos acompanho os acidentes com rede de energia que ocorrem na época de Carnaval e posso afirmar que eles aumentam significativamente, registrando-se vítimas fatais. E se a sua ideia é ficar em casa ou no condomínio, os cuidados deverão ser os mesmos. Observe se não há fios soltos próximos a locais molhados, não use materiais metalizados ou jatos de espumas próximos a fontes de energia. Para quem vai enfeitar o condomínio, os cuidados são os mesmos. Não se aproxime de postes e fios.

No mais, um bom Carnaval para todo, sempre com muita segurança.


Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.

Edson Martinho

Engenheiro Eletricista, é diretor-executivo da Abracopel (Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade). Professor, palestrante e articulista. Escreveu e publicou o livro "Distúrbios da Energia Elétrica" (Editora Érica, 2009)
Mais informações: edson@lambdaconsultoria.com.br