Terça, 06 Março 2018 00:00

Síndico, oriente os condôminos (1): Cuidado com os adaptadores de tomada!!

Escrito por 

Eles têm sido a origem de muitos casos de incêndio no Brasil.

Desde 2002, quando o Brasil adotou o padrão de tomadas para uso doméstico de acordo com a norma técnica ABNT NBR 14.136, dois modelos foram disponibilizados no mercado. Um para correntes até 10 Amperès e outro até 20 Ampères. Até aí você não sabe diferenciar as implicações de um e outro, mas vou tentar explicar de forma simples este tema tão importante, que pode ser o motivo de o Brasil apresentar tantos incêndios em ambientes residenciais.

Nós já vimos em artigos anteriores que um fio tem uma certa capacidade de condução de corrente elétrica, que é dada em função da sua secção transversal (Bitola ou diâmetro) e pelo material isolante (PVC ou borracha). Pois bem, se ultrapassarmos esta capacidade de corrente, o fio esquenta e derrete o isolamento e acaba causando incêndio ou curto-circuito. Os equipamentos eletroeletrônicos consomem energia em forma de potência da rede elétrica e em função do tempo. Esta potência é a relação entre a corrente (Ampères) e a tensão (Volts). Então, a corrente está diretamente ligada à potência do equipamento, certo?

Quanto maior a potência de um equipamento, mantendo a tensão (que na maioria do Brasil é 115, 127 ou 220 Volts), maior será a corrente. Equipamentos com alta potência têm maior corrente, por este motivo a definição de tomadas criou dois modelos, conforme exposto acima, e diferenciou cada uma delas aumentando o diâmetro do plugue de 4,0mm para 4,8mm.

Da mesma forma que as tomadas para 20 Ampères têm o orifício maior, os plugues possuem também diâmetros maiores e são calculados em função da potência do equipamento. Portanto, fornos elétricos, microondas, torradeiras, aquecedores e outros dispositivos saem de fábrica com este plugue, indicando ao consumidor que são equipamentos de maior potência e necessitam de uma tomada especial para eles (20 Ampères). Esta tomada deve ser compatível com a potência, com o furo maior, tendo o fio mais grosso, assim como o disjuntor ser também dimensionado corretamente.

Adaptadores, um perigo!

O uso de adaptadores (como o da imagem ao lado) é proibido e pode colocar em risco todos que utilizam o ambiente. Pois ao fazer isto você irá ultrapassar a capacidade da tomada, aquecendo-a. Além disto, adaptadores são também fonte de aquecimento, pois com o tempo acabam causando "mau contato" e podem aquecer, causar faíscas e até derreter, podendo ser a fonte de incêndio. Então, NUNCA USE ADAPTADORES DE 20 PARA 10. Faça a revisão da sua instalação elétrica e faça a adequação para que a tomada seja adequada ao equipamento que você está instalando.


Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.

Edson Martinho

Engenheiro Eletricista, é diretor-executivo da Abracopel (Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade). Professor, palestrante e articulista. Escreveu e publicou o livro "Distúrbios da Energia Elétrica" (Editora Érica, 2009)
Mais informações: edson@lambdaconsultoria.com.br