Golpe em condomínio

Viver em condomínio exige não apenas o preparo dos moradores, quanto daqueles que exercem o cargo de síndico. A falta de maior profissionalismo no controle das contas pode gerar situações drásticas, como a enfrentada pelo síndico Cristovão Luis Lopes, em um residencial de dez torres e cerca de três mil moradores na zona Norte de São Paulo. O síndico anterior, ex-morador, fugira na calada da noite com todo dinheiro e documentação, incluindo o histórico da inadimplência.

Os arrastões contra condomínios em São Paulo estão diminuindo, algumas quadrilhas foram presas e os próprios criminosos preferem aplicar hoje golpes mais sutis e pontuais, avalia José Elias de Godoy. Oficial da Polícia Militar de São Paulo, consultor de segurança para condomínios e autor de livros na área, José Elias orienta os síndicos a se prepararem para evitar essas armadilhas.

“O ideal é que tudo que envolva segurança seja feita de forma preventiva”