Separação do lixo e reciclagem: orientação dos condôminos deve ser constante, diz gerente predial

Escrito por 

O gerente predial Getúlio Fagundes Ramos, do Condomínio Paradiso Vila Romana, na zona Oeste de São Paulo, Capital, é um entusiasta da coleta seletiva. No edifício comercial em que trabalhara anteriormente, em Santana, na zona Norte, ele há tinha iniciado a experiência da separação de resíduos destinados à reciclagem. No Paradiso, um complexo de três torres e 168 unidades, onde Getúlio atua desde o início do programa, as campanhas de conscientização são recorrentes. O propósito somente terá resultado se contar com a colaboração dos moradores e funcionários, observa o gerente, lembrando que cada condômino tem a tarefa de descer o material e depositá-los em recipientes próprios.

A seguir, ele disponibiliza o conteúdo de alguns informativos utilizados nas campanhas junto aos condôminos.

1 - Informativo sobre o programa

Coleta Seletiva de Lixo - Implantação

Prezado (a) Condômino (a),

Conforme informa na última Assembleia realizada, iniciamos a implantação do sistema de coleta seletiva de lixo em nosso condomínio.

Dentre os inúmeros benefícios provenientes da coleta seletiva, podemos destacar a preservação do meio ambiente, redução da poluição e do número de aterros sanitários e consequente melhora da qualidade de vida da sociedade.

Além disso, no Paradiso V. Romana, este projeto foi concebido em parceria com a Associação Cooperação, entidade que tem como missão a coordenação de um programa de reintegração à sociedade de dependentes químicos que vivem nas ruas e/ou sofram exclusão social.

Sistema

O sistema funcionará em acordo com as condições de segurança e logística necessárias ao Condomínio, visando a melhor fluidez do lixo reciclável e sua disponibilização em condições adequadas de reciclabilidade.

A coleta seletiva coletiva visa separar o lixo orgânico do lixo reciclável. Assim, o lixo reciclável será composto por papéis, plásticos, vidros e metais.

Temos seis contêineres com capacidade de 1.000 litros cada, identificados e disponibilizados exclusivamente para o depósito de materiais recicláveis. Destes, três estão dispostos em cada uma das torres (A/B/C) em local próximo ao elevador de serviço (nível garagem) e três em um abrigo externo. Este abrigo será utilizado para a retirada do lixo pela Cooperativa em períodos adequados à quantidade de dejetos produzida pelo condomínio.

Não há necessidade de o condômino separar o lixo reciclável por material (papel/plástico/vidro/metal), esta separação será efetuada pela Cooperativa em seu depósito.

Importante: Todo o lixo reciclável deve estar livre de resíduos orgânicos ou de qualquer natureza (Ex.: embalagens tipo longa vida e garrafas deverão ser lavadas, latas, potes e papéis deverão estar limpos e sem grampos). Cada condômino será responsável pelo correto tratamento e transporte de seu lixo ao container interno, sendo, portanto vedada aos funcionários do condomínio esta função. Atenção para não deixar nada molhado, pois inutilizará os papéis que foram separados pelos outros condôminos; objetos perfuro-cortantes devem ser acondicionados com segurança para evitar acidentes no manuseio do lixo. Lembre-se de que todo o material será acondicionado no interior do nosso condomínio e não poderá gerar mau cheiro ou insetos.

Veja na tabela abaixo o que devemos reciclar:

RECICLAR

NÃO RECICLAR*

PAPEL

Jornais, revistas e impressos em geral
Folhas de caderno, sulfite, etc.
Formulários de computador
Caixas e embalagens em geral
Apara de papel
Fotocópias (xerox)
Envelopes
Cartazes
Papel de fax
Listas telefônicas
Embalagens Longa Vida (Tetra Pak)

Fitas e etiquetas adesivas
Papel carbono
Fita crepe
Papéis sanitários
Papéis metalizados
Papéis parafinados
Papéis plastificados
Tocos de cigarro
Fotografias
Guardanapos sujos

METAL

Latas (óleo, ervilha, massa de tomate, etc.)
Lata de alumínio (refrigerante, cerveja)
Fios de cobre, panelas, torneiras, molas.

Esponja de aço

VIDRO

Recipientes em geral
Garrafas
Lâmpadas incandescentes

Lâmpadas fluorescentes
Cerâmicas
Porcelana, tubos de TV, espelhos

PLÁSTICO

Garrafas PET (refrigerante, água, óleo)
Embalagens de material de limpeza e higiene
Pessoal (xampus, cremes)
Embalagens de margarina
Sacos plásticos em geral (mantimentos, sacola
de mercado)

Cabo de panela
Tomadas

Embalagens de biscoito ou metalizadas
Isopor e acrílico

A sua participação e divulgação desta iniciativa são fundamentais para o sucesso do projeto.

Recicle, o meio-ambiente agradece!

* De acordo com a gestora ambiental Adriana Jazzar, todo resíduo não orgânico deve ter destinação apropriada, mesmo isopor ou acrílico, por exemplo. Confira as dicas da especialista de como fazer o correto descarte de muitos materiais em entrevista ao site da Direcional Condomínios

2 - Lembrete

Normas e condutas para resíduos recicláveis

- Não colocar caixas montadas nos contêineres;
- Não deixar lixo reciclável nas escadas de serviço;
- Caso os contêineres estejam cheios, não deixar lixo no chão;
- Lixo orgânico (resto de comida, fraldas, lixo de banheiro) não é reciclável;
- Isopor não é reciclável.**

Importante: A coleta seletiva em nosso condomínio é um sucesso desde a implantação, todavia precisamos da colaboração, no sentindo também de orientação das funcionárias de cada unidade.

** Houve uma mudança nesse paradigma. De acordo com Adriana Jazzar, a reciclagem do isopor era inviável econômica e não tecnicamente. Atualmente, há empresas que fazem o reaproveitamento do material.

 

Matéria complementar da edição - 202 de jun/2015 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.