Inovação com o concreto polido na garagem do prédio

Escrito por 

Outra possibilidade de recuperação e/ou tratamento do piso da garagem está no concreto polido, afirma o engenheiro Marcelo de Araújo Silva.

A solução apresenta desempenho e aspecto diferente em relação ao concreto natural, ao piso pintado com tinta acrílica e ao cimento queimado, diz. “Ela fica com brilho e dura mais.” A técnica é recente, observa o profissional, lembrando que ela começou a ser empregada inicialmente em supermercados, substituindo “o piso zero” - neste é feito um nivelamento direto sobre o concreto do contrapiso, arrematando o acabamento com pinturas de demarcação. O piso zero tem sido, ainda, a solução mais empregada pelas construtoras nas garagens de condomínios, aponta.

Já o concreto polido consiste em um tratamento que “aumenta a resistência do piso à abrasão, dá beleza e maior durabilidade”, face ao uso de um componente químico durante o processo de polimento da base. Marcelo diz que os materiais empregados custam menos que o Epóxi, e que o maior dispêndio do contrato recai sobre a mão de obra do prestador de serviços. “Mesmo assim, é mais rápido e sai mais barato”, assegura. No entanto, é preciso avaliar antes o estado de deterioração do piso original para verificar a possibilidade de fazer o polimento. Condomínios mais antigos precisam, muitas vezes, recuperar a superfície para aplicar a técnica. Isso implica em executar uma capa nova de concreto para o polimento, desde que a estrutura da laje comporte a carga. A vantagem é que “não se quebra nada, não é preciso arrancar o que está solto; implantamos uma camada separadora entre o material velho e novo”, diz. A seguir, o engenheiro explica o processo:

- Uma nova capa de concreto, com função estética, é usinada in loco e polida;

- Ela é implantada com juntas de dilatação, que são tratadas com poliuretano (PU A40). Este material apresenta elasticidade e resistência à abrasão;

- Somente as demarcações são pintadas.

Marcelo Silva está executando uma obra com esse perfil em um edifício de 60 anos de idade e 2.200 m2 de garagem, localizado em São Paulo.

Matéria publicada na edição - 222 de abr/2017 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.