Auditorias auxiliam síndicos no controle mensal das pastas

Escrito por 

Alguns dos sete condomínios administrados pela síndica Patrícia Moreno contratam auditorias mensais nas pastas de contas preparadas pelas administradoras. Isso traz tranquilidade para o conselho e o síndico, observa a gestora, destacando que conselheiros e condôminos buscam hoje maior transparência na prestação de contas.

Em geral, as auditorias analisam cada lançamento das pastas, as notas fiscais correspondentes, o extrato bancário etc., e apontam irregularidades para que a administradora faça as correções devidas antes de encaminhar o material ao corpo diretivo do condomínio.

O auditor Ivo Cairrão afirma que a auditoria mensal atua preventivamente, mas é comum também se contratar a verificação das contas por um determinado período, para “verificar alguma preocupação pontual, como uma gestão anterior, ou alguma verba gasta com propósito específico”.

A Profa. Rosely Schwartz considera a auditoria, sobretudo, “uma medida preventiva maravilhosa”. “Muitas convenções preveem que o Conselho Fiscal faça esse trabalho, mas é preciso ter conhecimento para analisar, por exemplo, se o lançamento das horas extras está correto, se as retenções dos serviços tomados também estão certas e acompanhadas da Nota Fiscal preenchida adequadamente. O Conselho não é obrigado a possuir essa expertise, por isso a importância de haver um profissional qualificado para verificar as pastas mensalmente. Há condomínios que acumulam cinco anos sem adotar esse procedimento. Recomendo que ele seja mensal, de maneira a evitar passivos trabalhistas, pendências com a Receita Federal no tocante ao recolhimento de Cofins e INSS, e com a Fazenda municipal em relação ao ISS. Um auditor habilitado consegue observar se um autônomo recolheu ISS e se uma nota está superfaturada ou é fria”, finaliza Rosely Schwartz.

Matéria publicada na edição - 225 de julho/2017 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.