Segunda, 15 Julho 2019 00:00

Síndico: o detalhe faz muita diferença!

Escrito por 

Vivemos num mundo global e a visão também acaba se tornando "macro" e subjetiva. E como ficam os detalhes nas situações cotidianas em que vivemos? Desprezados. Somos rápidos nas avaliações mais amplas sem perceber os detalhes.

Muitos detalhes fazem uma grande diferença. Uma cláusula contratual, uma pequena trinca na parede da garagem, ou seja, pequenos detalhes normalmente não vistos, ou ainda pior, não considerados como relevantes pelos síndicos e gestores condominiais podem se tornar grandes problemas em curto prazo. É quase impossível de se realizar uma excelente gestão condominial sem se atentar aos detalhes. Fazer bem feito requer atenção e cuidados grandes às pequenas situações e minudências que formam a execução quase perfeita.

Sempre alguma situação de menor potencial é negligenciada em nome do "todo", pois muitos dizem: "Isso são apenas detalhes que não importam". A verdadeira ausência de preocupação e cuidado com as pequenas particularidades podem ser decisivas no êxito no insucesso.
Você se lembra de algum prestador de serviços de seu condomínio que não cometeu algum erro na execução do trabalho? É difícil lembrar algum que não errado. Provavelmente por causa da falta de atenção a algum detalhe do processo. Carros novos vêm com "barulhinhos" indesejados, a maçaneta da porta não abre direito, ou seja, faltou atenção ao detalhe, que muitas vezes vai provocar uma enorme irritação, mesmo sendo um pequeno detalhe.

Imagine numa edificação complexa, com a quantidade de situações que envolvem a gestão do síndico sem a atenção àquilo que é pequeno e sem importância e pode se tornar enorme e problemático.

Para exemplificar esses detalhes, certa vez visitei um condomínio em que o síndico nunca se atentou ao atendimento do porteiro. Na visita cheguei, me apresentei na guarita e solicitei que fosse anunciado para o síndico, que me aguardava naquele horário.

Sem pestanejar, o porteiro liberou minha entrada sem ao menos me identificar ou fazer uma ligação para avisar que havia chegado e estava ali aguardando. Para minha surpresa, adentrei no prédio e me deparei com o síndico muito irritado e esbravejando com um fornecedor que o ameaçava verbalmente, e os dois quase chegaram às vias de fato.

Finalmente o fornecedor foi embora, e tudo se acalmou, e aparentemente o caso foi resolvido entre eles. Conversando com o síndico ele me comentou que vinha sofrendo muito pela falta de retenção na portaria com visitantes problemáticos e fornecedores indesejados circulando pelo prédio e causando problemas nas áreas comuns.

Então perguntei a ele se havia se atentado ao detalhe de que qualquer pessoa entrava no condomínio sem qualquer retenção prévia. Ele parou e me disse: "É isso! O problema é esse... como não percebi esse detalhe?".

O detalhe é tudo e faz toda diferença. Exercitar a disciplina mental para não esquecer dos "detalhes" é um diferencial, uma vantagem importantíssima para um síndico de sucesso. Os resultados dependem da importância e da atenção ao detalhe. Pense nisso!


Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.


Aldo Junior

Especialista e consultor em condomínios desde 1988, é diretor geral da JR Office Assessoria Condominial e da Folha do Síndico, ambos do DF. Atua como diretor artístico e de programação da Rádio Condominio.com. É contabilista, consultor das rádios Antena 01 e Metrópoles 104,1 FM, com o Quadro "Chama o Síndico". Comandou o programa “Meia Hora com Dr. Condomínio” pela Rede Brasil de Televisão. É colunista de jornais, sites, entre outros, e autor do livro "Vida de Síndico", lançado pela Editora All Print. É coordenador geral dos eventos Ciclo de Palestras Condominiais e da Unasíndico.
Mais informações: diretoria@jroffice.com.br.