Segunda, 21 Junho 2021 00:00

Vazamentos entre unidades no condomínio, assunto para tirar o fôlego!!

Escrito por

Os vazamentos entre unidades representam situações comuns no dia a dia do síndico e que podem inclusive gerar muitos conflitos entre condôminos. Já não era fácil antes, agora então, em épocas de pandemia, onde a paciência e empatia das pessoas chegou a zero, é um grande desafio para o síndico.

De praxe os próprios vizinhos se falam, e se comunicam sobre o ocorrido, mas tem muitos casos em que isso não é recomendado para não gerar um desgaste entre as partes.

Infelizmente, nas situações em que a comunicação é precária entre vizinhos, tanto quanto a comunicação de uma administradora ausente e a não habilidade do síndico em saber lidar com conflitos, acaba ocorrendo muito estresse. Devido à morosidade nas respostas e nas soluções, causando muito desconforto, estes assuntos acabam indo parar na Justiça. Chegando ao ponto de o juiz ter que convocar um perito para averiguar os fatos e encontrar o responsável e, por consequência, a paz.

Mesmo o imóvel sendo novo, o morador não está livre deste problema, alguns defeitos na construção acabam aparecendo com o uso do apartamento, para isso é bom estar muito atento às garantias das construtoras e cobrá-las no tempo devido.

Os imóveis mais antigos estão mais propensos ao fato, porque acabam sofrendo com grandes reformas, feitas para modernização. Os arquitetos aproveitam para sugerir alterações na posição de pias, tanques e, por consequência, a saída da água, os ramais.

As caixas acopladas também estão na lista das favoritas para os vazamentos, muitas vezes são as principais no que diz respeito ao consumo excessivo de água nos condomínios. Recomendo sempre que se for ficar um longo período fora do imóvel, que se fechem os registros para evitar vazamentos, estragos e problemas na unidade.

Detectado o vazamento, é importante registrar imagens, além de documentar pelo aplicativo de administração do condomínio, livro da portaria, e-mail, WhatsApp, entre outros meios de comunicação que o condomínio disponibilizar. Além disso, avisar o zelador e o síndico pode trazer também um elo entre vizinhos.

Vazamentos têm a causa camuflada nas paredes e devem ser investigados por um profissional capacitado e competente, jamais deixe problemas de vazamento se arrastarem até virarem um tsunami.

Tive um caso de vazamento num dos edifícios que administro, onde o problema inicial era no apartamento de cima do final 2. Mas para a surpresa de todos, e graças a um profissional qualificado, o foco do vazamento era no apartamento de cima, mas do final 1, ou seja, a água percorre lugares que nem imaginamos.

Para facilitar o entendimento, temos a seguinte regra: os vazamentos existentes nas redes horizontais são de responsabilidade dos proprietários das unidades autônomas, porque compõem os ramais dentro da unidade.

Os vazamentos verticais dos canos das prumadas ou colunas são de responsabilidade do condomínio, porque absorvem a água proveniente das caixas d'agua e também descartam a dos esgotos. Mas para se encontrar o responsável, tudo vai depender da origem do vazamento.


Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.


Cristiane Bittencourt Reis

Síndica profissional em São Paulo, tem formação na área pela Gabor RH. É graduada em Comunicação Social, com MBA em Recursos Humanos pela USP e educação continuada em Finanças, RH e Administração pela FGV. Tem 20 anos de experiência na área administrativa em empresa privada e é sócia da Ruffino & Alvim Empreendimentos e Administração de Imóveis. Possui ainda cursos de Gestão em Qualidade de Vida pela FEA-USP PROGEP, Administração de Conflitos e Qualidade Máxima no Atendimento ao Cliente, os dois últimos pelo Sebrae.
Mais informações: cristianesindica@hotmail.com.


Anuncie na Direcional Condomínios

Anuncie na Direcional Condomínios