Defesa de praça gera associação de condomínios em Moema (SP)

Escrito por 

Ocupando toda extensão da Av. Santo Amaro entre as avenidas Cotovia e dos Eucaliptos, em Moema, a Praça Dr. Werther Maynard Krause recebe apoio de uma associação de dez condomínios há 16 anos, quando resolveram protegê-la contra o abandono e o mau uso. Desde essa época, o grupo tem sido responsável pelo pagamento dos vigilantes, em uma parceria formalizada com a Prefeitura de São Paulo. A praça é cercada e abre ao público entre 7h e 19h. Possui playground e quadra, passeios para caminhadas internas, mesas e bancos em alvenaria. Mas precisa de manutenção.

De acordo com o síndico Márcio Marcelo Pascholati, do Condomínio Edifício Prince Of Kronberg, um dos que compõem a associação, é preciso ampliar a rede de solidariedade em torno da praça e obter mais adesões, entre prédios e comerciantes. O espaço foi incluído no escopo do programa Gentilezas Urbanas, promovido pelo Secovi-SP, em busca de apoio para readequação da iluminação e acessibilidade, além da reforma da quadra e do playground, entre outros.

Marcelo Pascholati vê com esperança o futuro do local. “Em São Paulo há mais coisas boas do que se noticia”, diz. “Nosso filtro é que não permite ver isso”, acrescenta. Para o síndico, cargo que exerce pela terceira vez, fazer o bem nesta posição representa “convergir os interesses do condomínio com o dos moradores”. Em outras palavras, significa realizar a prestação de contas, dar suporte aos funcionários, estabelecer e seguir as regras de segurança, pintar a edificação a cada cinco anos, procurar novas tecnologias e serviços que melhorem a vida no condomínio, além de defender a qualidade de vida no entorno.

Matéria publicada na edição - 196 de nov/2014 da Revista Direcional Condomínios