Introdução - Um pouco de história

Escrito por 

Descoberto em 1609, pelo químico holandês Jan Baptista Van Helmont, o gás representou uma revolução para a vida moderna. A iluminação artificial foi o primeiro avanço de importância, sendo que as primeiras lâmpadas a gás começaram a iluminar Londres em 1807.

Em 1869 um grupo de empresários ingleses fundou a San Paulo Gas Company Ltd, origem da Comgás, a Companhia de Gás de São Paulo. O serviço técnico gasista de engenharia, com procedimentos normativos de segurança começou quando a cidade contava com pouco mais de vinte mil habitantes, na noite de 6 de janeiro de 1872, quando a San Paulo Gas Company Ltd, autorizada para funcionar no Império com a finalidade de explorar a concessão dos serviços de iluminação, acendeu, experimentalmente, os primeiros 550 lampiões de gás de São Paulo. A inauguração oficial se deu no dia 31 de março de 1872. Apenas a área central da cidade era iluminada. 

O gás produzido a partir do carvão mineral só foi disponibilizado para fins domésticos e industriais em 1896. Os primeiros aquecedores de água e fogões a gás surgiram apenas em 1901. 

No início utilizava-se gás de carvão, depois passou-se para o gás de nafta e atualmente utiliza-se o gás natural.

Colaboração:
Bernardo Roberto da Silva - tecnogasista

 

Fontes:
The Age of Revolution - Hobsbawn, Erie J. - / COMGÁS - The São Paulo´s Gas Company, Loyola Brandão, São Paulo, 1988 / Processo nº 08001.003029/2001-34, Ministério da Justiça / Os pioneiros do GLP - Meio Século de História

São Paulo, 2 de novembro de 2009