Ambientalista sugere medidas de economia nas áreas comuns dos prédios e apartamentos

Escrito por 

Uma das fundadoras da entidade "341 Caminho Suave", uma organização da sociedade civil de interesse público, Valéria Quaglio atua com a logística reversa do vidro, ajudando na sua correta separação, destinação e reciclagem. Mas, moradora do Condomínio Terraças Lapa, localizado na zona Oeste de São Paulo (SP), Valéria se engajou na implantação de um programa piloto de coleta seletiva, inicialmente focado em vidro, papel, plástico e metais.

Ela propõe a introdução gradual de hábitos que venham a contribuir com a sustentabilidade, de forma que os moradores se acostumem aos poucos com uma nova dinâmica. Em seu condomínio, antes da coleta seletiva dos quatro materiais, houve uma campanha bem-sucedida de separação apenas do vidro.

A seguir, Valéria sugere comportamentos que devem ser estimulados pelos gestores dos condomínios, tanto nas áreas comuns quanto nas unidades privativas, até que se consolidem como novo hábito:

- Utilizar lâmpadas econômicas;

- Conscientizar para medidas de economia d'água. Por exemplo, o banho rápido e mesmo ensinar o condômino a armazenar a água fria do chuveiro (descartada enquanto ele espera seu aquecimento) e reutilizá-la, por exemplo, na máquina de lavar roupa;

- Promover a medição individual do consumo da água e do gás;

- Estimular e orientar a correta separação do lixo;

- Mudar a sistemática de coleta do lixo, determinando que ele seja depositado pelos condôminos em contêineres disponibilizados nas áreas comuns da edificação.

Segundo Valéria, "ninguém sabe ainda que a sustentabilidade, em seu conceito mais amplo, pressupõe preservar as fontes de origem dos materiais. Temos que aprender a dar valor às coisas, saber de onde elas vêm, qual o custo que isso vai gerar sobre o meio ambiente, ou seja, entender tudo como um ciclo." Para a ambientalista, é preciso "tocar no coração" e também no bolso das pessoas para que comecem a rever suas posturas.

Matéria complementar da edição - 202 de jun/2015 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.