Retrofit na fachada do condomínio com ganho ambiental

Escrito por 

Mais do que falar sobre a recuperação estrutural das fachadas, necessária pela degradação dos materiais, o fim da vida útil dos sistemas e riscos à segurança, a Direcional Condomínios aborda, nesta edição, experiências de retrofit com implicações ambientais.

O primeiro case, que abre a matéria, trata de edifício que implantou brises de alumínio, as quais atenuam o calor dos ambientes internos dos apartamentos, resultando em conforto e economia de energia. Na sequência, traz a história de condomínio que, além de corrigir falhas construtivas e de acabamento, buscou a modernização dos materiais, proporcionando melhor padrão estético e de ventilação e insolação às unidades. E, diferente do primeiro caso, a reportagem encerra com empreendimento que precisou fazer justamente o contrário: retirar as brises que caracterizavam suas fachadas, um projeto concebido nos anos 50 e executado nos 60. Aqui, motivações não faltaram. A principal foi segurança, mas houve um benefício ambiental considerável, já que as estruturas deslizantes eram feitas de amianto, material de efeito cancerígeno e uso proibido em muitos países.

Matéria publicada na edição - 213 - junho/2016 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.