Como organizar e motivar o ambiente de trabalho no condomínio

Escrito por 

O condomínio Cristall Parque da Aclimação, empreendimento de 2011 localizado no bairro de mesmo nome, zona Centro-Sul de São Paulo, resolveu aplicar uma organizada política de recursos humanos para seu quadro de colaboradores.

Wolfram Werther

O síndico Wolfram Werther e o gerente predial Antônio Ribeiro dos Santos (Foto à esq.): Valorização dos que cuidam do patrimônio dos condôminos

Empreendimento de duas torres, 82 amplos apartamentos e lazer completo, o Cristall Parque adota planos de trabalho e desenvolve um programa motivacional baseado em gratificações, reconhecimento do desempenho, feedbacks e até mesmo descontos nos prêmios quando há eventuais faltas cometidas em relação à disciplina laboral. É o caso do uso do celular durante o expediente ou de uniforme incompleto. O condomínio mantém contrato de 22 terceirizados, a maioria no local desde a sua implantação. São profissionais de segurança, controle de acesso e portaria, limpeza, manutenção e jardinagem. Único funcionário direto, o gerente predial Antônio Ribeiro dos Santos trabalha no local há cerca de um ano e alinha todo esse controle com o supervisor da empresa terceirizada, o qual o repassa para a equipe.

Na parte motivacional, destacam-se dois prêmios instituídos pelo condomínio com o objetivo de fidelizar os terceiros: A concessão, via prestador de serviços, de um bônus mensal por mérito a todos; e um presente de aniversário (em espécie) a cada um deles. No final do ano, são atribuídos vales-compra para as crianças filhas dos colaboradores; kit de cosméticos para as esposas; e cestas de Natal. O ciclo anual é encerrado com uma festa de confraternização oferecida pela empresa. Segundo o gerente Antônio, a rotatividade não passa de 5%. “Ninguém quer sair daqui por causa dessas vantagens”, pontua.

MUITO ALÉM DAS “GRATIFICAÇÕES”

Entretanto, as gratificações representam apenas um dos pilares da política de RH do condomínio. São constantes os treinamentos oferecidos aos funcionários (de segurança e manutenção), assim como feedbacks e reposicionamento de posturas. Todo o organograma está disposto em um quadro mural presente na sala do gerente predial, contendo a relação das tarefas operacionais do condomínio, as faltas disciplinares que resultam em descontos no bônus mensal, bem como a planilha de férias.

Há um plano de trabalho desenhado todo final do ano para cada função, com suas respectivas tarefas e metas, o qual procura atender ao planejamento anual de manutenção e melhorias do condomínio. De acordo com o síndico Wolfram Werther, a transparência e comunicação são indispensáveis para o sucesso desse organograma. Administrador de empresas, o gestor atuou por 20 anos em empresas multinacionais. “Procuramos trazer as ferramentas de gestão empresarial para o condomínio”, afirma Werther, desde 2012 no cargo de síndico. Ele justifica: “A política de valorizar o colaborador está na linha de valorização do patrimônio, pois são eles que cuidam do bem comum”. Para isso, a eles são repassados, através da terceirizada, os planos contendo objetivos e as ações. Entre as metas, figuram compromissos como manter o ambiente de trabalho sempre limpo e organizado, e o de não se distrair das tarefas com celulares, por exemplo. “Um ambiente de manutenção organizado proporciona bem-estar, diminui o desperdício dos materiais e deixa o trabalho mais produtivo”, exemplifica Werther. De outro lado, o condomínio proporciona a eles asseio e conforto nos vestiários, copa e sala de descanso (com tevê e sofás).

HIERARQUIA

A hierarquia é outra característica do modelo de trabalho do Cristall Parque: “A responsabilidade final é minha, mas quem tem autoridade para tomar as decisões concernentes ao funcionário é o gerente predial. Procuramos manter essa hierarquia para não tirar a autoridade dele, que é quem sabe o momento e a forma certa de fazer a abordagem. Ele é quem organiza o plano anual de trabalho dos funcionários com base em nosso planejamento”, explica o síndico. Ambos mantêm reuniões semanais previamente agendadas e pautadas, e Werther, por sua vez, se reúne com o corpo diretivo todo mês. Já a conversa com os condôminos é atribuição do gerente predial, incluindo o assunto “funcionários”.

Além do programa motivacional, o Cristall Parque instituiu um workshop anual para babás, empregadas domésticas e motoristas que trabalham nas unidades. O encontro oferece palestras e orientação sobre normas do condomínio para coleta de lixo e segurança, entre outros, e os presenteia com um brinde (pequeno kit de cosméticos) e o sorteio final de uma cesta maior.


Matéria publicada na edição - 237 - agosto/2018 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.