Como devem ser os ralos das piscinas conforme norma de segurança?

Escrito por 

Em artigo publicado no site da Direcional Condomínios, o engenheiro civil Marcus Vinícius Fernandes Grossi destaca a ABNT NBR 10.339/2018, nova norma para piscinas editada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas. A NBR estabelece, sobretudo, parâmetros para a segurança dos usuários, a exemplo da questão dos ralos, em destaque nesta edição.

Ralos de piscinas

O modelo da foto ao lado é do tipo antiaprisionamento, projetado para evitar que o cabelo e peças do vestuário sejam sugados e o usuário fique preso no fundo do tanque. Segundo o engenheiro Marcus V.F. Grossi, para que a instalação esteja em total conformidade, os ralos devem ser removíveis somente através de ferramentas; possuir aberturas de no máximo de 7mm de largura; não se deve ainda permitir a saída de água do tanque por um único ralo de fundo sem opção de alívio de pressão de sucção; e a velocidade máxima de sucção deve ser de 0,5m/s. (Mais informações em www.direcionalcondominios.com.br/sindicos/marcus-vinicius-fernandes-grossi.html)

- Nova normatização para piscinas é publicada no Brasil
Por Marcus Vinícius Fernandes Grossi (Eng. Civil)

Matéria publicada na edição - 241 - janeiro/2019 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.



PDF Revista Direcional Condomínios