Pilates, nova tendência de atividade física nos condomínios

Escrito por 

Projetos residenciais novos, verticalizados, lançados nos anos recentes em São Paulo para um público mais jovem e de renda alta, estão nascendo já com a previsão de salas para a prática de pilates, independentes dos espaços fitness.

Pilates

Lina Cadamuro: Fisioterapeuta alerta que prática de pilates deverá ser sempre acompanhada de profissional da área

No entanto, a fisioterapeuta Lina Cadamuro afirma que esse tipo de atividade física não demanda necessariamente um ambiente exclusivo. “A estrutura de uma sala de ginástica, provida de tatame, já é suficiente para a prática de diferentes exercícios. E acessórios permitem incrementar a técnica do solo, como magic circle, elásticos, bola etc.”, afirma. O acréscimo de aparelhos, por sua vez, “dependerá de como o condomínio irá oferecer a prática, se coletiva ou individual, se com exercícios solos ou adaptados, e com que finalidade”.

Ou seja, segundo Lina Cadamuro, a introdução do pilates no condomínio deverá atender à necessidade e/ou perfil dos usuários. Mas as atividades deverão ser sempre acompanhadas e orientadas por um profissional, alerta. “O pilates, desenvolvido no começo do século XX por Joseph Pilates, possui diferentes focos, ele vai da reabilitação ao condicionamento físico”, afirma. Poderá ainda trabalhar a postura, completa Lina, que é técnica e professora de cursos de formação na área.

Caso os condôminos optem pela implantação de um ambiente exclusivo no prédio, a especialista recomenda a introdução de equipamentos clássicos da prática, como o reformer (uma espécie de ‘cama’ com trilhos e carrinhos deslizantes, equipada com alças, cordas e travas; é usada para exercícios de resistência, entre outros); e o Cadillac (uma estrutura dotada de barras e alças ajustáveis, entre outros. É usada para o fortalecimento dos músculos, a flexibilidade, mobilidade da coluna e tonificação muscular).

UPGRADE NO ESTÚDIO – O Condomínio Grand Líder Leopoldo, residencial de alto padrão e 23 unidades, surgiu há dez anos no Itaim Bibi, zona Sul de São Paulo, com ampla academia de ginástica, dotada de equipamentos profissionais e subdividida em dois ambientes, um para exercícios de musculação, outro para os aeróbicos (com pisos diferenciados em cada um). Um pouco distante, havia uma pequena sala destinada à prática de pilates. Mas, com o tempo, ganhou corpo entre os condôminos uma preocupação maior com a saúde e o bem-estar, afirma o gerente predial Luciano Neves. Por isso, eles decidiram desativar um salão de jogos de pouco uso e transformálo em um espaço maior de pilates (na foto detalhe da sala com um conjunto de reformer e Cadillac). O novo estúdio fica ao lado da academia e possui equipamentos também profissionais. É bastante utilizado, afirma Luciano, assim como os ambientes de fitness. Boa parte dos usuários contrata profissionais da área para orientá-los durante a prática, completa o gerente predial.

RESIDENCIAL “FITNESS” - O Condomínio Vision Paulista, residencial de serviços com 200 unidades compactas e dotado de variados ambientes de compartilhamento (como lavanderia, churrasqueiras, piscina e espaços gourmet), foi entregue em 2018 na Rua Augusta, em São Paulo, com um estúdio de pilates (foto acima) ao lado de uma sala de fitness, ambos com equipamentos profissionais. Esses espaços ajudam a projetar um “conceito fitness” ao empreendimento, o que foi bem explorado como um dos principais “diferenciais” do prédio durante o seu lançamento comercial. Completam a estrutura fitness um “relax spa com sauna”, “escada com contador de calorias” e a previsão de serviços de personal trainer.


Matéria publicada na edição - 241 - janeiro/2019 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.