Síndica adota “mix” de soluções para combater infiltrações em prédios em SP

Escrito por 

Mix de injeção e manta 

O Condomínio Edifício Green Garden, situado nas proximidades do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, convive bem já há dez anos com a técnica de injeção de material vedante nas fissuras da laje do subsolo, como forma de combater infiltrações. A síndica Isabelle Lavin (foto ao lado) afirma que novos pontos vão surgindo com o tempo, exigindo a renovação dos serviços, mas que os setores trabalhados “permanecem consistentes, estanques” .

O residencial tem quase 18 anos e Isabelle mora no prédio desde 2001. Está em seu quinto ano consecutivo como síndica, mas acompanha os trabalhos de injeção desde o começo. “Teremos que fazer agora nossa terceira intervenção, mas nunca são os mesmos pontos”, reitera. “Na verdade, a injeção é uma técnica pontual, não representa uma solução completa como seria a troca de toda manta da superfície externa, o que renovaria o sistema de impermeabilização. No entanto, naquilo a que se propõe, a injeção é eficiente.”

Mix de injeção e manta 
Mix de injeção e manta 

De outro modo, visando a uma solução mais duradoura, Isabelle optou por trocar a manta asfáltica de uma faixa extensa do piso do mezanino do prédio, na junção da superfície com os muros de divisão do terreno e das rampas de acesso à garagem. Sem disponibilidade de caixa, pois está finalizando uma obra de recuperação da fachada, a síndica resolveu dar prioridade a esse setor, avançando a manta sobre uma faixa de 30cm nos muros. “Nesse local, a manta estava desmanchando, se optássemos pela injeção, a área a ser trabalhada embaixo seria muito grande.” Isabelle espera que, com o tempo, possa contratar a renovação da manta em toda superfície, aproveitando a faixa que acaba de ser concluída em caráter emergencial.


Matéria publicada na edição - 243 - março/2019 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.