Orientações para um bom resultado da pintura da fachada no condomínio

Escrito por 

A seguir, um empresário que atua há pelo menos 20 anos no setor pintura de fachadas responde a algumas dúvidas levantadas pela Direcional Condomínios em relação aos procedimentos que poderão assegurar a qualidade do serviço. Confira!

1 – Como agir quando o mofo estiver impregnado na superfície?

Dica: Caso o emboço esteja com impregnações submersas, deve-se fazer a sua remoção com talhadeira / marreta, além da descontaminação e reconstituição da superfície;

2 – Há tempo mínimo de “cura” das áreas onde houver restauração com nova argamassa? e no tratamento das trincas?

Dica: O prazo mínimo de “cura” para qualquer tipo de revestimento a ser aplicado sobre o emboço novo é de 30 dias, conforme norma técnica. É o caso do reboco que descola da superfície e precisa ser reconstituído. Porém, no tratamento de trincas, a cura se dá 4 horas depois de finalizado o trabalho;

3 – Calor acima de 40 graus, chuva e/ou excesso de umidade ou vento prejudicam a qualidade da pintura?

Dica: Sim. Os prestadores de serviços devem atender a essas recomendações importantes dadas pelos fabricantes de tintas. Elas estão, inclusive, presentes nas embalagens dos produtos. Se essas especificações não forem seguidas, o prestador ficará sem qualquer respaldo do fabricante em caso de problemas na aplicação.

4 – Síndico, evite “traumas” com o contrato da fachada!

  • Tome como base para a cotação e contratação um laudo produzido por empresa especializada ou pelo escopo orientativo técnico oferecido pelos fabricantes de tintas (este item sem custo algum);
  • Tenha sempre o escopo dos itens a serem orçados, incluindo detalhes como áreas a serem pintadas e restauradas e mesmo elementos a serem protegidos durante a obra, como ar condicionado em fachada, vegetação, pisos, veículos etc.;
  • Trabalhe com um fornecedor que não tenha negativação do CNPJ e que apresente todas as certidões negativas de tributos; e,
  • Busque parceiros com contratos de seguro de vida da sua equipe e de terceiros, com engenheiros registrados na própria empresa e junto ao CREA.

Matéria publicada na edição - 245 - maio/2019 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.