Energia e água seguram rateio em condomínio de SP

Escrito por 

Quando, em 2014, os condôminos das 58 unidades do Condomínio You Jardim Saúde Mirante começaram a tomar posse de seus imóveis, tinham uma expectativa de valor de rateio bem abaixo da realidade orçamentária do prédio.

Auditor Ivo Cairrão

A síndica profissional Debora Ravani (foto), também moradora do local, começou então a buscar soluções para enxugar as contas, notadamente através de medidas de redução do consumo da água e energia.

 

Campanhas de conscientização foram realizadas, o sistema de iluminação da garagem reorganizado e a individualização da água e gás implantada. Até que em dezembro de 2018 a síndica conseguiu substituir as lâmpadas da garagem por modelos LED.

Em termos de consumo de energia, os números obtidos são expressivos:

- DE JULHO DE 2015 PARA AGOSTO DE 2015, com as medidas de economia, a conta baixou mesmo sob o regime de bandeira vermelha; o consumo caiu de 6.880 Kwh para 5.720 kwh;

- EM JANEIRO DE 2019, após o LED, o consumo caiu a 5.220 Kwh (considerado elevado ainda pela síndica por causa do aquecimento da piscina; agora, em função do clima, “o sistema foi desligado e com isso será possível mensurar se o consumo de energia sofrerá novo impacto”, diz);

- EM ABRIL DE 2019, o consumo foi de 3.778 Kwh.

Em valores, Debora Ravani apresenta os seguintes dados da conta de energia:

o Novembro/18 - R$ 4.343,97

o Dezembro/18 - R$ 3.859,68

o Janeiro /19 - R$ 2.786,58

o Fevereiro/19 - R$ 2.592,04

o Marco/19 - R$ 2.363,37

Segundo Debora, em pouco tempo o investimento no LED se pagou. Essa versão da lâmpada será implantada ainda na academia, no salão de jogos e brinquedoteca, além de, gradualmente, nos halls sociais das unidades, conforme haja queima das convencionais. O rateio do condomínio ficou um pouco acima da expectativa inicial dos condôminos, mas foi mantido estável em todo esse período. Neste mês de junho, em assembleia ordinária, poderá haver um reajuste acompanhando os índices da inflação, prevê a síndica. Debora afirma que a sustentabilidade demanda educação e conscientização ambiental da parte dos moradores e, da parte dos gestores, “foco nos resultados”.


Matéria publicada na edição - 246 - junho/2019 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.