Modernização do elevador no condomínio: Desafios aos síndicos e benefícios aos moradores

Escrito por 

As duas torres do Condomínio Maresias, localizado em Perdizes, zona Oeste de São Paulo, acabam de receber a modernização total dos elevadores, que envolveu desde a troca do quadro de comando (hoje computadorizado, com inversor de frequência) à reforma completa das cabinas, eliminando-se a diferenciação entre uso “social” e de “serviços”.

Síndico Wolfram Werther

Ângela Merici, síndica orgânica do Residencial Maresias: “Fizemos a modernização dos elevadores como uma benfeitoria, enquanto a maioria corre atrás do prejuízo”

De acordo com a síndica Ângela Merici, falta apenas arrematar o acabamento das portas externas de alguns pavimentos (do total de 29 em ambos os prédios) para que o condomínio dê por concluído o item “elevadores” de seu cronograma de investimentos.

A ideia de modernizá-los é antiga, apesar de o residencial ser relativamente contemporâneo, pois foi entregue em fevereiro de 1990. Mas o sistema de comando era ainda eletromecânico e o padrão das cabinas desagradava aos condôminos. “O assunto está em pauta desde 2013, eles queriam um elevador bonito e sem problemas. Nessa época iniciamos a arrecadação para modernizar e, em 2016, foi criada entre eles uma comissão, eleita em assembleia, até que em 2017 fechamos o contrato. Fizemos a modernização dos elevadores como uma benfeitoria, enquanto a maioria corre atrás do prejuízo.”

Os serviços foram executados em 2018, em duas etapas. A primeira envolveu a troca de comando e componentes mecânicos, e ocorreu simultaneamente a cada dois elevadores. Ou seja, em quatro meses toda essa parte estava concluída. Na sequência houve a modernização das cabinas (tema que estará na reportagem de elevadores da próxima edição de setembro da Direcional Condomínios).

Uma das partes mais desafiadoras ficou para este ano: A reforma das portas externas dos pavimentos. “É toda uma estrutura nova que precisou ser colocada sobre uma antiga, tivemos que substituir trincos, dobradiças e operadores de porta, tudo isso impactou no funcionamento dos elevadores”, descreve a síndica. Segundo ela, muitos problemas ocorreram por força do mau hábito de moradores, “que ainda precisam entender que só podem abrir a porta externa quando a interna estiver totalmente liberada, caso contrário, o elevador trava”. Afora isso, “o ajuste entre o comando novo e o sistema antigo das portas [de abertura de eixo vertical], com suas molas e trincos, leva um tempo e representa um grande desafio em uma modernização”, observa Ângela.

A síndica fez o acompanhamento pari passu de todo o processo e destaca, entre outros, dois principais benefícios obtidos com a modernização:

- Melhor desempenho, segurança e conforto

O comando com inversor de frequência elimina trancos na partida e na mudança de velocidade e impede a formação de degraus entre a cabina e o pavimento, independentemente da ocupação ou carga do elevador; e,

- Economia de energia

O quadro de comando computadorizado com inversor de frequência possibilita, segundo a empresa que executou os serviços, economia de até 40% no consumo de energia elétrica, pois acaba com os picos de corrente na partida e possibilita instalar sistemas como o “duplex” / “inteligente”, que evitam que dois elevadores atendam a um mesmo andar mesmo quando acionados a partir do botão do pavimento. O Condomínio Maresias não possui gerador, portanto, o mecanismo traz mais segurança para os moradores e tranquilidade para a síndica.

No contrato celebrado com a empresa, de pouco mais de R$ 270 mil, a síndica teve discriminados todos os componentes que seriam instalados. A parte mecânica e de comandos englobou 21 itens, desde os quadros de comando dos quatro elevadores, cada um com seu respectivo nobreak, a fusíveis, botoeiras da cabina, botoeiras dos pavimentos, botoeira de inspeção do poço, indicadores digitais da posição dos equipamentos, caixas de inspeção para a cabina e o poço, sensores, cabos, calhas e comutador de resgate automático de passageiro.

Elevadores do condomínio Maresias

Portas externas dos elevadores do Condomínio Maresias, etapa final da modernização de quatro elevadores; à esq., antes da reforma estética


Matéria publicada na edição - 248 - agosto/2019 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.