Bebedouro nos condomínios: confira as vantagens e desvantagens de cada modelo

Escrito por 

Atuando há anos com o mercado de bebedouros no País, a designer de produtos, Maíra Elóa, preparou com exclusividade à revista Direcional Condomínios um quadro analisando aspectos positivos e negativos de alguns produtos disponíveis atualmente.

Modelo

Vantagens

Desvantagens

 

Bebedouro torre (em inox)

 

- Custo mais baixo que os bebedouros parede

 

- Necessita de ponto de hidráulico e elétrico;

- Rende em torno de 4 litros por hora;

- Atende somente 1 pessoa ;

- Apresenta cuba rasa, respinga água com facilidade;

- Deforma ao sofrer impacto;

- Transmite corrente elétrica;

- Possui cantos vivos;

- Apresenta somente uma temperatura de água.

Modelo

Vantagens

Desvantagens

 

Bebedouro de galão

 

- Não necessita de ponto de água;

- Alguns modelos possibilitam duas temperaturas de água.

 

 

- Necessita a compra de galões;

- Corre maior risco de contaminação no manuseio com os galões;

- Permite contato externo com a água;

- Não oferece segurança, pode ser facilmente tombado;

- Não possui saída de esgoto, exige esvaziamento constante da bandeja coletora de água;

- Alto custo de higienização interna, normalmente feito por empresas contratadas.

 

Modelo

Vantagens

Desvantagens

 

Bebedouro “de parede” (acabamento em plástico de engenharia, à base de polietileno)

 

-Não enferruja;

- Seguro, com tubulações e filtros embutidos, não permite movimentação externa;

 

- Rendimento de 30 litros por hora;

- Não exige higienização interna, somente a limpeza comum da área de uso externa;

- Apresenta cantos arredondados;

- Não conduz corrente elétrica;

- Não permite contato externo com a água;

- Apresenta duas temperaturas de água;

- Atende de duas a mais pessoas simultaneamente.

 

- Necessita de ponto hidráulico e elétrico;

- Valor mais elevado.

São Paulo, 7 de fevereiro de 2014.

Matéria complementar da edição 187 - fev/14 da Revista Direcional Condomínios