Laudo de inspeção ajudará síndico a definir solução para impermeabilizar lajes e subsolos

Escrito por 

Os sinais de infiltração e corrosão na laje, vigas e pilares de um condomínio da zona Norte de São Paulo estão tão acentuados, que a assembleia de condôminos aprovou no final do ano passado a contratação de um trabalho de inspeção predial para diagnosticar e dimensionar os problemas, antes de se contratar obras de recuperação do local.

Subsolo de condomínio

Fotos mostram pontos de degradação de subsolo de condomínio da zona Norte de São Paulo. Condôminos aprovaram em assembleia contratação de inspeção predial

O síndico profissional Clovis Barbosa afirma que analisa diferentes soluções para a edificação, como refazer o sistema de manta de sua superfície térrea ou contratar a técnica de injeção de material vedante a partir da laje.

Em outros prédios onde atuou, Clóvis já contratou esses dois tipos de serviços, conforme o contexto de cada lugar. “Mas aqui neste condomínio não vou me arriscar a contratar uma obra sem um diagnóstico de engenharia, sem saber qual a solução mais indicada”, ressalva. Ele assumiu há poucos meses a gestão no empreendimento de cerca de 30 anos e de 80 unidades.

“Os relatos indicam que o problema é antigo, as infiltrações estão disseminadas na garagem, com trincas em vigas e colunas, ferragens expostas, incidência de cupim. Existem ainda infiltrações nos apartamentos abaixo da cobertura. Precisamos ter cautela, esperar a opinião de especialistas em diagnóstico, um síndico não tem competência para definir o que fazer em uma situação dessas. É como tomar remédio sem ir ao médico”, compara. “Quero o remédio certo para as manifestações patológicas que se apresentam aqui”, arremata Clóvis.

Segundo o gestor, em outro condomínio com infiltrações mais pontuais, ele pôde contratar, com sucesso, a técnica da injeção. Mas ali inexistiam sinais acentuados de corrosão, tampouco danos às juntas de dilatação. Em outro residencial que administra, no bairro da Bela Vista, centro da cidade, Clóvis Barbosa também conseguiu aprovar no começo de dezembro passado a contratação da inspeção predial para poder definir a recuperação do sistema de impermeabilização da cobertura e do subsolo. Há infiltrações na laje do ático, que não tem telhado, atingindo apartamentos superiores, bem como na garagem, onde as colunas estão deterioradas, mas sem ferragem exposta. “O laudo de inspeção predial é um grande avanço para esses condomínios e dá respaldo ao trabalho do síndico”, finaliza Clóvis.

Leia também:

- Chuvas reforçam importância da impermeabilização nos condomínios
- Impermeabilização deve vir acompanhada de sistema de escoamento

- Matérias complementares:

- “Todas soluções normatizadas são eficientes se utilizadas nos locais e condições corretas”
Entrevista com o Eng. Civil Marcus Vinícius Fernandes Grossi
- Impermeabilização no condomínio: Cuidados a serem tomados na aplicação da manta asfáltica
Por Marcus Vinícius Fernandes Grossi (Engenheiro Civil)
- Medidas reforçam estanqueidade nos sistemas das edificações
Com a Eng. Civil Rejane Saute Berezovsky (Diretora do Ibape-SP/Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo)

Matéria publicada na edição - 253 - fevereiro/2020 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.