Retrofit, Modernização & Os resultados visíveis de uma boa gestão

Escrito por 

O investimento na recuperação estrutural, na segurança, acessibilidade e modernização despertam no condomínio anseios por renovar os seus espaços com um ar mais contemporâneo, ampliando o uso e trazendo mais conforto aos moradores.

Síndica Sandra Regina

A síndica Sandra Regina à frente da nova rampa de acesso à piscina; obra recém-concluída compõe plano de retrofit do prédio

O capricho tem dado o tom nas obras de recuperação e renovação do Condomínio Golden Tower, um prédio de linhas modernas localizado no bairro de Higienópolis, em São Paulo. A síndica profissional e moradora Sandra Regina Pavilavicius Freire cuida detalhadamente de cada item a ser instalado nas intervenções que estão reescrevendo a funcionalidade e o visual de um setor térreo da edificação, que possui um plano de retrofit.

No local, destacam-se a rampa de acessibilidade para a piscina (substituindo uma escada e atendendo à norma ABNT), um novo espaço de brinquedoteca, outro de playground, o paisagismo, a luminotécnica. O piso predominante na área é um porcelanato antiderrapante, exceto na brinquedoteca e futuro playground, que receberam revestimentos emborrachados adequados para esse tipo de uso. O acabamento se destaca em todo o conjunto, como o corrimão da rampa em aço inoxidável, luminárias fabricadas sob encomenda (para se garantir maior durabilidade), e as grelhas em alumínio no sistema de drenagem, porque as anteriores, em plástico, quebravam com frequência. Quem olha para o espaço hoje não imagina que, em 2018, tudo começara com serviços de impermeabilização, que envolveram quebra da superfície antiga, aplicação de manta asfáltica, teste de estanqueidade etc.

“Temos um Plano Global de recuperação e modernização do condomínio, estão previstas quatro fases, em cada uma delas vamos fazendo adaptações. Na atual, resolvemos construir a brinquedoteca, o espaço do futuro gerador, uma copa para os funcionários, a modernização do salão de festas e reformaremos a calçada”, enumera Sandra. A próxima etapa envolverá a outra lateral do prédio, também com impermeabilização e criação de espaço gourmet com churrasqueira e forno de pizza, de uma academia e nova portaria. As duas últimas fases contemplam, entre outros, a recuperação da garagem, da quadra poliesportiva e piscina. Em paralelo, o condomínio fará a manutenção da fachada, toda em pastilha. “Mas esta obra não entra no Plano Global, compõe nossas despesas ordinárias, porque faz parte da manutenção obrigatória”, afirma a síndica.

O Plano Global começou a ser pensado quando Sandra assumiu a gestão do prédio de 34 anos e 50 unidades, na passagem de 2016 a 2017. “O start para o retrofit foi dado por problemas com infiltrações, tivemos que fazer a impermeabilização da cobertura, com manta asfáltica”, relembra. O que a assustava era, sobretudo, a falta de segurança, diz. O condomínio sequer tinha AVCB, agora regularizado. Gestora de garantia de qualidade em uma empresa da família, Sandra pontua que levou para o prédio uma visão profissional, no sentido de contratar um projeto faseado de recuperação e remodelação de todas as suas instalações em consonância com o planejamento orçamentário. Para viabilizar o Plano Global, a síndica conseguiu que os condôminos aprovassem um rateio extra de R$ 805,00, com prazo final em aberto e vencimento separado do boleto ordinário.

Conceitos de retrofit & modernização

O que diferencia uma modernização de um retrofit? Ambos os termos costumam ser empregados como sinônimos. Mas em entrevista dada no ano passado à Direcional Condomínios, o arquiteto e síndico orgânico Marcus Vinícius Abrantes explicou que o termo retrofit envolve a alteração conceitual do condomínio como um todo, ou seja, são intervenções bem mais amplas, vão muito além da modernização de um salão de festas, por exemplo. “O retrofit é trazer para a modernidade algo que está parado no tempo”, comparou, o que implica em projetos complementares nas instalações elétricas, hidráulicas, de gás, ar condicionado etc., e legais (com sua aprovação em órgãos públicos).”


Matéria publicada na edição - 259 - agosto/2020 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.