Protocolos contra a pandemia na área fitness do condomínio

Escrito por 

A liberação do espaço fitness do condomínio administrado por Cristovão Luís Lopes segue um amplo protocolo de segurança contra o novo Coronavírus.

desinfecção dos equipamentos

Na imagem, funcionária de empresa terceirizada realiza a desinfecção dos equipamentos após um período de uso. Ela recebe treinamento específico para a Covid-19, utiliza EPI (luvas, touca e vestimenta especial) e aplica nas superfícies uma solução à base de quaternário de amônio e peróxido de hidrogênio (o produto é muito usado em hospitais e possui ação detergente e desinfetante, pois limpa e elimina os agentes patológicos). Para esse trabalho, o condomínio fez um aditamento ao contrato de terceirização da limpeza, acrescentandolhe mais dois funcionários.

De acordo com as regras expostas na entrada da academia, o horário de funcionamento vai das 6h às 22h. Cada morador deve agendar o treino de no máximo uma hora em um mural disposto ao lado das regras. São permitidos até dez usuários simultâneos; os equipamentos estão distanciados e não se pode alterar essa configuração. A academia é fechada em três horários distintos para a higienização: Das 9h às 10h; das 13h às 14h; e das 17h às 18h. Além do uso obrigatório de máscaras, há recomendação para se higienizar as mãos, bem como os equipamentos utilizados com álcool a 70%. A administração pede ainda que o usuário leve uma toalha pessoal a fim de proteger as superfícies dos aparelhos. Seu acompanhamento por um personal trainer foi liberado a partir de setembro passado. O bebedouro local deve ser acionado apenas para abastecer as garrafas dos moradores. O ar condicionado é mantido desligado e as janelas abertas.


Matéria publicada na edição - 262 - nov-dez/2020 da Revista Direcional Condomínios

Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.