Notícias

Síndico mata morador e se suicida dentro de prédio, em Caldas Novas (GO)

No próximo dia 26/11, especialistas em Direito condominial se reunirão no campus da Unip da Marquês de São Vicente (zona Oeste de São Paulo); e no dia 30/11, acontecerá o 2º Encontro de Como Viver Bem em Condomínios. Também a revista Direcional Condomínios realizará um encontro em homenagem ao síndico, no dia 30, mas as vagas estão esgotadas.

Durante esta semana, de 22 a 26 de novembro, a Bahia sediará o maior evento de trabalhadores em edifícios e condomínios de todo o País: o Congresso Nacional de Dirigentes Sindicais da categoria.

Síndicos conseguem enxugar custos, evitar reajustes e investir em obras. Economia com luz, água e funcionários são as principais mudanças.

O retorno dos moradores do apartamento atingido não foi definido. ''É uma preocupação que a família volte, mas ela tem que voltar com segurança '', contou o coordenador da Comdec, coronel Alexandre Lucas

Parceria entre associação e prefeitura busca conscientizar moradores da importância da coleta seletiva e da reciclagem

Todo condomínio tem o vizinho fofoqueiro. Também há aquele que anda de salto alto incomodando o sossego no apartamento debaixo. E o que adora ligar o som no último volume aos fins de semana.

O número de ações de cobrança por falta de pagamento da taxa condominial caiu 8,2% em outubro deste ano com o registro de 590 ações, contra as 643 ajuizadas em setembro. É o que aponta o levantamento realizado mensalmente pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

Diante da recente mudança da representatividade "patronal" dos condomínios de São Paulo (Capital), o Sindifícios, sindicato que representa os trabalhadores, divulgou nota atestando a validade da Convenção Coletiva para o biênio 2016-2017.

Plataforma estará disponível entre os dias 28/11 e 4/12, na QualiCond 2016. Inscrições são gratuitas.

Quinta, 10 Novembro 2016 00:00

Mulher cai de prédio e atinge pedestre em Copacabana

Escrito por

Uma mulher caiu de um apartamento no início da tarde desta quarta-feira, em Copacabana, Zona Sul do Rio. O prédio fica na Rua Sá Ferreira e, de acordo com o Corpo de Bombeiros, na queda, ela atingiu um pedestre que passava pelo local. A mulher, ainda não identificada, morreu com o impacto.

A Câmara Municipal de Uberlândia aprovou nesta terça-feira (8/11) o projeto de autoria do Executivo que obriga loteamentos, reloteamentos, condomínios fechados horizontais e verticais, edifícios residenciais e estabelecimento comerciais da cidade a terem um abrigo para acondicionamento de resíduos sólidos.

As altas temperaturas registradas nos últimos dias e a incidência de chuvas favorecem a proliferação do Aedes aegypti. A Regional do Secovi-SP em Bauru alerta aos moradores de condomínios sobre a importância de eliminar criadouros do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Condomínio não pode ignorar os meios expressamente previstos em lei para cobrança de dívida condominial. O Superior Tribunal de Justiça considera que o Código Civil é taxativo quando estabelece sanções pecuniárias para o caso de inadimplemento de despesas condominiais. Dessa forma, não se pode proibir o devedor de usar áreas comuns ou serviços do edifício para forçá-lo a quitar seus débitos.

A cidade de São Paulo registrou 84 casos de furto de bicicleta no interior das áreas comuns de condomínios residenciais no primeiro semestre deste ano. Isso representa uma média de uma ocorrência a cada dois dias.

Trabalhador ficou preso nos cabos de sustentação do andaime. Bombeiros usaram rapel para ajudar a resgatá-lo.

O setor da construção civil é um dos segmentos com maior capacidade de impulsionar o crescimento econômico de um país e, no Brasil, é um dos que mais contribui para o aumento do PIB nacional. Porém, para seu desenvolvimento, muitos recursos naturais não renováveis são utilizados, causando um grande impacto no meio ambiente.

Muitas discussões e mitos têm surgido em torno do novo Código de Processo Civil que entrou em vigor recentemente, sobretudo, no sentido de que a nova Lei teria trazido maior celeridade e efetividade na cobrança de débitos condominiais.

O setor de construção civil no Brasil vive uma intensa batalha para se tornar mais sustentável, tanto ambiental quanto economicamente.

Consumo de energia pode subir 50%, além de outros gastos extras.

Depois de ter as chaves nas mãos, é hora de desfrutar de tudo que os espaços comuns dos condomínios do "Minha casa, minha vida" oferecem. Aí, as regras da boa convivência se fazem necessárias. Como o nome já diz, são áreas compartilhadas, ou seja, que todos os moradores têm o direito de usar. E, mesmo na hora das festas, as normas devem ser respeitadas.

Um rapaz de 19 anos acusado de praticar assalto com uma máscara no Condomínio Recanto das Flores, no Itaici, em Indaiatuba (SP), foi preso recentemente, com parte do material roubado. Segundo a PM (Polícia Militar), o acusado confessou ter participado de outros furtos a condomínios registrados na cidade. Mais dois comparsas teriam praticado o assalto ontem, mas o detido disse que agiu sozinho, de acordo com a corporação.

Feira Condominial, no Vitrinni Shopping, em Águas Claras (DF), promoveu no último final de semana (até 23/10) conciliação entre colegas de porta que não se entendem.

O 1º Congresso Condominial de Goiás será realizado em Goiânia no dia 5 de novembro, considerado o mês do síndico. O evento será promovido pela Comissão de Direito Imobiliário e Urbanístico (CDIU) no Auditório do Oliveira's Place.

Apenas 40% dos cadastros dos edifícios estão atualizados na cidade de SP com as informações sobre documento dos proprietários; boleto obrigatoriamente deverá ser registrado a partir de janeiro de 2017.

Basta olhar para o alto dos prédios para perceber que os pedestres correm riscos o tempo todo. Vasos de plantas nas janelas ou parapeitos, ar-condicionado mal instalado e falta de manutenção na fachada aumentam o perigo para quem está na calçada. E, se ocorrer algum acidente, quem paga a conta é o condomínio. Ou seja, todos os moradores.

Comodidade é o maior trunfo da iniciativa. Condôminos decidem sobre entrada de comerciantes.

Plataforma de negócios completa para o setor de segurança a EXPOSEC | Feira Internacional de Segurança será realizada de 23 a 25 de maio de 2017, no São Paulo Expo, em São Paulo.

O Sindicato dos Trabalhadores em Edifícios e Condomínios de SP (Sindifícios) acaba de anunciar que o reajuste salarial da categoria para este ano ficou mesmo em 9,15%, o que inclui reposição da inflação do período anterior.

Encontro de administradoras de condomínios reuniu centenas de empresários e profissionais na sede do Secovi, entre os dias 5 e 6 de outubro, em São Paulo (Capital). Um dos destaques foi a mudança nos paradigmas de gestão e serviços nos condomínios.

A semana começou com a ocorrência de novo incêndio em um edifício residencial de São Paulo.

Uma pessoa morreu na manhã desta sexta-feira (30/09) depois de saltar de apartamento do penúltimo andar de um condomínio residencial na Vila Medeiros, zona Norte de São Paulo. O edifício tem 14 andares e está localizado na Rua Togo.

O tema condomínio é cercado de polêmicas. As discussões entre síndicos e moradores parecem ser intermináveis. Invariavelmente uma parcela dos condôminos demonstra insatisfação com as decisões tomadas, ainda que estas tenham sido discutidas em assembleia e aprovadas pela maioria dos presentes.

Um condomínio em Ribeirão Preto foi condenado pelo TJ (Tribunal de Justiça) de São Paulo a indenizar um de seus moradores, homossexual, após a síndica do prédio ter feito uma reclamação formal contra ele por conta de um beijo trocado com o seu namorado no elevador do prédio. O valor da indenização é de R$ 5 mil.

O profissional de educação física Davidson Gustavo Santos, autor da ação, conta que, em 2013, havia ido a um shopping da cidade com seu namorado e, ao voltar ao edifício Joaquim Firmino, na região central de Ribeirão, onde morava com três amigos, beijou o companheiro enquanto entravam no elevador. O sistema de monitoramento interno do edifício, considerado de alto padrão, registrou a cena, e, como os moradores têm acesso às gravações, alguns deles foram até a síndica do prédio para reclamar da atitude.

A síndica então procurou Santos e o reprimiu sobre o beijo. "Morava em um condomínio no centro onde os moradores são muito conservadores. Depois do beijo, a síndica me procurou e disse que essa atitude não era aceita pelos condôminos e que eu não poderia beijar meu namorado", conta. "Eu vi no regimento interno e não havia nada sobre a impossibilidade de dar um beijo. Evidentemente, se fosse um casal de namorados heterossexual, o assunto não seria teria gerado polêmica", conta.

Davidson ressalta ainda que a síndica chegou a procurar os amigos com os quais dividia o apartamento e que teria dito a eles que, se o autor não se mudasse do apartamento, todos os moradores teriam que deixar o local. "Ela chegou a gritar, aos berros. Além disso, também passou as imagens para outros moradores", disse Santos.

O advogado Marcos Antonio Souza, que representou Santos na ação, informa ainda que, além do pedido de indenização civil, também pediu para que o caso fosse enviado para a polícia, para responsabilização criminal dos envolvidos. "Esse foi um dos problemas desse caso, a polícia se recusou a registrar o boletim de ocorrência. Nós fizemos o pedido, mas o juiz não determinou a investigação, então, na esfera criminal, os autores não foram punidos", declarou.

Prejuízos

Santos conta ainda que, por conta da repercussão, acabou deixando o apartamento menos de dois meses depois. "Não quis prejudicar meus amigos. E, quando o contrato deles acabou, um ano e pouco depois, eles também saíram", disse.

Para o desembargador Fábio Quadros, relator do caso no TJ, as provas do processo foram suficientes para demonstrar os danos causados ao autor da ação, cabendo, portanto, obrigação do condomínio de indenizá-lo. "Com efeito, a prova testemunhal produzida nos autos foi contundente quanto aos danos experimentados pelo autor, em razão de atos discriminatórios praticados pela síndica, representante do condomínio réu", disse o magistrado na sentença.

Já para Fábio Jesus, coordenador da ONG (Organização Não Governamental) Arco Íris, que milita no setor de direitos da população LGBT em Ribeirão Preto, a ação é positiva por mostrar que o preconceito já não fica impune. "Ações como essa são importantes para mostrar que o preconceito não é mais aceito. A sociedade e a Justiça cada vez mais mostram que o tempo em que ações como essa ficavam impunes não existe mais", avalia.

Outro lado

Procurado, o advogado João Augusto Furniel, representante da empresa no processo, informou que não iria se pronunciar sobre o caso. "Nossa defesa foi feita dentro do processo", disse. Ele ressaltou ainda que considera o tema "uma exposição indevida da vida pessoal" e que pretende tomar medidas cabíveis para garantir os direitos de sua cliente contra o que considerou "intromissão da imprensa na vida particular" das pessoas.

À Justiça, o condomínio alegou que o circuito interno de monitoramento do local captou o beijo e que a reprimenda ocorreu depois de reclamação de moradores, mas que não houve ofensa. Também afirmou que não distribuiu o vídeo nem exigiu a saída de Gustavo. A reportagem também tentou falar com representantes do condomínio do Edíficio Joaquim Firmino, mas ninguém quis se pronunciar sobre a decisão.

Homem suspeito de assaltar guarda civil é preso em São José

São oito programas disponíveis nos meses de setembro e outubro.