Sexta, 09 Abril 2021 00:00

Secovi-SP divulga novos dados sobre ações condominiais por falta de pagamento

Por

Segundo levantamento do Secovi-SP, foram ajuizadas 637 ações em fevereiro de 2021 por falta de pagamento do condomínio, uma alta de 40% frente às 455 ações protocoladas em janeiro deste ano. Mas em relação ao mesmo período em 2020, houve queda de 16,2%.

De acordo com dados do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, foram protocoladas em fevereiro, na cidade de São Paulo, 637 ações por falta de pagamento nos condomínios, aumento de 40% em relação a janeiro (455 casos). Em relação ao mesmo mês do ano anterior, houve redução de 16,2% (760 ações).

No acumulado nos últimos 12 meses, foram protocoladas 9.329 ações, 9,9% a menos que as 10.356 ações registradas entre março de 2019 e fevereiro de 2020.

Na opinião da advogada Moira Toledo, diretora executiva da vice-presidência de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi-SP, os números são positivos e corroboram a tendência de redução da inadimplência mesmo diante da pandemia.

"As pessoas estão priorizando o bom funcionamento das estruturas condominiais. Janeiro teve um volume de distribuição muito abaixo da média e isso fez com que parecesse que os números de fevereiro fossem alto. Mas trata-se de mero represamento das ações", afirma a diretora.