E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Pense no síndico de um prédio. A imagem que veio é a de um morador mais velho, geralmente aposentado, que usa seu tempo livre para cuidar do patrimônio dos moradores? Talvez esse seja o estereótipo mais comum, mas, nos últimos anos, ganhou espaço a figura do síndico profissional, que recebe para administrar o condomínio e não mora nele.

Um caminhão delivery da empresa Ofner passará por empresas e condomínios até 24 de dezembro em São Paulo.

Em cidades de trânsito caótico, como São Paulo, alguns moradores têm preferido fazer tudo perto de casa - e as construtoras perceberam isso. Condomínios têm oferecido facilidades que vão da contratação de uma faxineira ou massagista até ter um lava-jato no próprio estacionamento. As opções são oferecidas no sistema "pay per use", ou seja, o morador paga à parte pelos serviços que usar.

Os rendimentos recebidos pelos condomínios residenciais constituídos nos termos da Lei nº 4.591/1964 e com valor de até R$ 24 mil, por ano-calendário, passaram a ser isentos do recolhimento do IRPF conforme o artigo 3º da Lei nº 12.973/2014.