E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

CCJ do Senado aprovou propostas que podem dinamizar rotina condominial e teor segue para análise da Câmara Federal.

"O Grupo Graiche, empresa que administra mais de 700 condomínios e 4.500 funcionários, faz um alerta sobre a importância das adaptações necessárias para condomínios residenciais e comerciais, principalmente aos imóveis antigos."

Com alcance da internet aumentando, as notícias falsas resultam cada vez mais em inconvenientes.

Especialistas alertam sobre as regras de boa convivência em tempos de eleições.

Mas no acumulado do ano, inflação chega a 4,94% nos gastos do condomínio. Despesas eventuais e água são os principais responsáveis pela elevação.

No último dia 22/08, a Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (Aabic) promoveu um evento para debater os desafios e as novas tendências no mercado imobiliário e também comemorar os 39 anos da Associação.

A Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (Aabic) divulgou os índices de mercado referentes ao mês de dezembro. O valor dos condomínios de São Paulo apresentou redução de 3,58%, de acordo com o Índice Periódico de Variação de Custos Condominiais (IPEVECON).

Com a mudança nos critérios do Novo Código de Processo Civil, as ações de cobrança de condomínios por falta de pagamento foram caindo durante todo o ano de 2016, que registou 5013 ações, contra 10.093 em 2015.

Mesmo com aumento registrado em novembro, índice mantém queda em comparação ao ano anterior.

Vinte e cinco por cento dos condomínios da capital paulista são administrados por empresas certificadas pelo programa.

Seis meses depois de anunciado o fim do racionamento, estudo da AABIC mostra que as despesas com água em São Paulo (Capital) estão 20% mais elevadas em comparação com mesmo período de 2015.

A mudança nos critérios do Novo Código de Processo Civil fez com que as ações de cobrança de condomínios por falta de pagamento caíssem 48% em agosto, comparadas ao mesmo mês do ano anterior. No total, foram 524 ações contra 1.017 no ano passado. Os números são do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) e divulgados pela Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC).

Mudança nos critérios do Novo Código de Processo Civil provoca queda

No total, 18 empresas foram auditadas e receberam o certificado, o que demonstra qualidade na prestação de serviço aos condomínios

As ações judiciais acontecem, geralmente, quando o condomínio já tentou renegociar as dívidas por diversas vezes com o condômino. No primeiro bimestre de 2016, onde foram registradas 914 ações, houve queda significativa de -42%, em comparação ao primeiro bimestre do ano anterior, que obteve 1.580 ações judiciais. Os números são do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) e divulgados pela Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC).

Empresas especializadas em administração de condomínios serão submetidas a avaliação de conduta, aspectos profissionais, operacionais e técnicos