Quinta, 16 Maio 2019 00:00

Síndicos, não esqueçam da manutenção preventiva

Escrito por 

O indicado é que o condomínio tenha um plano de manutenção preventiva, de preferência controlado através de sistemas automatizados e seguindo as instruções de um engenheiro especializado.

A manutenção preventiva é essencial para o funcionamento eficaz de um condomínio, pois a sua não realização trará aumento de custos, desconforto aos moradores e vulnerabilidade na segurança. Essa manutenção aumenta a vida útil dos equipamentos, além de diminuir consideravelmente sua periodicidade de quebras, dessa forma, proporcionando uma economia financeira.

É importante ressaltar que um portão quebrado, por exemplo, facilita a ação dos bandidos. Já um elevador parado traz muito desconforto aos moradores, podendo impossibilitar alguém com dificuldade de locomoção de entrar ou sair do seu apartamento.

Por ser um procedimento programado, a manutenção preventiva permite o planejamento da parada dos equipamentos, permitindo que os moradores se organizem melhor. Para isso, é importante que o síndico realize uma boa comunicação, possibilitando que todos os condôminos tenham acesso a essas informações.

O indicado é que o condomínio tenha um plano de manutenção preventiva, de preferência controlado através de sistemas automatizados e seguindo as instruções de um engenheiro especializado.

Em resumo, é importante ressaltar que um condomínio com uma manutenção preventiva eficaz, além de diminuir custos, aumentar a segurança e o conforto dos moradores, obterá a valorização do patrimônio.


Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.

Ricardo Karpat

Diretor da Gábor RH. Especialista em Recursos Humanos, é referência nacional em administração de condomínios e em cursos de formação de síndico profissional.

Mais informações: ricardo@gaborRH.com.br.