Segunda, 02 Junho 2014 15:22

Mais dicas ao condômino que irá aos estádios nos jogos da Copa

Escrito por 

Como todos sabem, estamos às vésperas de um dos maiores eventos do planeta, a Copa do Mundo de Futebol. Especialistas dizem que mais de 1,5 bilhão de pessoas em todo o mundo estarão com os olhos voltados para o Brasil (já que o evento ocorrerá aqui), seja através da TV, rádio, jornal impresso ou mesmo internet.

Numa ocasião como esta, podemos passar uma imagem positiva ou negativa de nosso País, quanto à segurança pública. Aliás, segurança pública (ou a falta dela) é algo que nos assombra há vários anos, principalmente nos grandes centros urbanos e mais especificamente em locais de grande aglomeração de pessoas.

Estádios de futebol, em dias de jogos, são um verdadeiro chamariz para delinquentes, principalmente nos chamados “jogos de uma torcida só” (em que a maioria dos espectadores torce para o mesmo time – inclua-se jogos da seleção brasileira). No máximo, estes tipos de jogos inibem a ocorrência de brigas, mas nunca a eclosão de crimes contra o patrimônio. Furtos de pequenos objetos, de veículos, além de roubos a transeuntes são comuns neste tipo de evento, pois os cidadãos, motivados pelo espírito de cidadania, acabam relaxando com sua segurança pessoal.

Diante disso, gostaria de deixar cinco dicas a cada um de vocês, síndicos e condôminos, que irão aos estádios, para que não se tornem vítimas e, consequentemente, não entrem para as estatísticas criminais:

1 – Não ostentem jóias, relógios caros, equipamentos eletrônicos de última geração (smartphones, tablets etc.) próximos aos locais dos eventos, pois isso gera interesse dos marginais por vocês;

2 – Evitem deixar bolsas, maletas de notebooks, embrulhos etc. sobre os bancos dos carros, estejam eles estacionados ou em movimento, pois os objetos funcionam como chamariz para os infratores da lei;

3 – Nos deslocamentos aos locais de jogos, optem pelo transporte público; costuma ser mais rápido e mais barato, posto que os flanelinhas também estarão por lá;

4 – Evitem aglomerações desnecessárias, pois estes são os momentos preferidos pelos “punguistas” para a subtração de pequenos objetos pessoais;

5 – Procurem sempre andar em grupos nos deslocamentos à pé, principalmente no período noturno, pois isso inibe a ação de infratores.

Enfim, torçam, vibrem, gritem, comemorem, mas sem entrar para as estatísticas criminais. Lembrem-se que os marginais também são brasileiros.

Boa sorte!!!!!!!!

São Paulo, 2 de junho de 2014.

Roberto Flores Freitas

Oficial da Reserva da Polícia Militar do Estado de São Paulo; Sócio-proprietário do Grupo Alpha Serviços, desde 1999; Bacharel em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública pela Academia de Polícia Militar do Barro Branco (1994-1997).
Mais informações: roberto@alphaprotecao.com.br