Domingo, 06 Dezembro 2020 00:00

O síndico e o exercício da liderança

Escrito por

A Direcional Condomínios publica aqui a 2ª parte da entrevista da Profa. Rosely Schwartz. Coordenadora do GEAC (Grupo de Excelência em Administração de Condomínios), ligado ao Conselho Regional de Administração de São Paulo (CRA-SP), Rosely contribuiu para as discussões e lançamento do “Código de Conduta – Princípios básicos para profissionais e empresas administradoras de condomínios”, em outubro de 2020.

Com base em princípios como esses e no tema da 1ª parte da entrevista – Quebra de Paradigmas, o texto a seguir repercute com a especialista o que é essencial na postura do síndico para que ele consiga dar efetividade às diferentes frentes de demandas que o cargo exige. Segundo a Profa., preparar-se para exercer a liderança pressupõe buscar conhecimento, que ajuda a desenvolver a autoconfiança. Mas a lição completa é feita quando há comprometimento, integridade e predisposição à escuta e ao diálogo com a coletividade, diz Rosely abaixo.

Ser líder é ...

  • “Gostar de lidar com as pessoas, essa predisposição é fundamental. Ter a habilidade de administrar para todos e não apenas para aqueles que reconhecem de imediato o seu trabalho ou para os amigos;
  • Ser ético, integro, comprometido. É necessário não apenas falar, mas demonstrar por meio de dados e de ações concretas;
  • Ter autoconfiança;
  • Buscar conhecimento. O síndico deve ter segurança do que está falando, isso é sentido não só pelos moradores, como pelos funcionários, parceiros, como administradoras e prestadores de serviços. Muitas administradoras querem ditar as normas, mas, conforme o síndico adquire conhecimento da legislação e de normas que eventualmente são negligenciadas por este parceiro, ele síndico consegue se manter firme em torno dos interesses do condomínio e demonstrar o quanto essa postura é positiva até para o crescimento e aprimoramento da administradora, que vai melhorar a eficiência e qualidade do serviço;
  • Ter energia, determinação e demonstrar amor pelo que está fazendo; demonstrar o desejo de liderar. Isso não significa passar por cima dos demais, mas obter o reconhecimento e a credibilidade junto ao outro, por meio das suas ações planejadas e com segurança adquirida pela capacitação. O síndico/líder conquista esse lugar, não é algo imposto;
  • Precisa ser bom comunicador, isso é essencial, não adianta ter um trabalho bacana se não divulgar o que está sendo feito. É bom divulgar também as dificuldades, para dividir as responsabilidades, não apenas com o conselho, mas com comissão de obras, de paisagismo, segurança etc. Assim, os condôminos passam a entender melhor as dificuldades. E a comunicação precisa ser sucinta, objetiva e pautada em um vocabulário adequado para cada público. Outro aspecto importante é verificar as interpretações geradas pela mensagem, observando se as pessoas entenderam o que o condomínio está querendo comunicar.  Mas é preciso saber ouvir, ou seja, se despir de qualquer preconceito no momento de tentar entender a leitura do outro, isso é empatia;
  • Ter empatia, portanto, é essencial ao líder;
  • Dispor de um canal para receber esses feedbacks, uma rede de comunicação aberta, não só de cima para baixo. O livro de ocorrências, por exemplo, está ultrapassado, porque é um canal de mão única. É melhor trocá-lo por um endereço de e-mail direto com o síndico ou aplicativos que permitem isso, além da possibilidade de encontros pessoais agendados com o gestor, trazendo uma gestão mais humanizada. Sugiro também promover enquetes e pesquisas de opinião para ir lapidando a gestão, além de construir um site do próprio condomínio e listas de transmissão no WhatsApp para divulgar as informações.  

Edição: Rosali Figueiredo

Leia aqui a 1ª.  parte da entrevista da Profa. Rosely Schwartz: Quebra de Paradigmas: Novos valores chegam à gestão do condomínio.


Não reproduza o conteúdo sem autorização do Grupo Direcional. Este site está protegido pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998), sua reprodução total ou parcial é proibida nos termos da Lei.


Rosely Benevides de Oliveira Schwartz

Coordenadora e Professora do Curso de Administração de Condomínios e Síndico Profissional  da FECAP (Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado), no formato presencial e online  (www.ocondominio.com.br). Autora do livro “Revolucionando o Condomínio” (Ed. Saraiva, 15a Edição). É coordenadora do GEAC (Grupo de Excelência em Administração de Condomínios), ligado ao CRA-SP (Conselho Regional de Administração).
Mais informações: rosely@ocondominio.com.br.


Anuncie na Direcional Condomínios

Anuncie na Direcional Condomínios